terça-feira, 21 de abril de 2015

AS TAÇAS TIBETANAS E A CURA ATRAVÉS DO SOM

As taças tibetanas, também chamada de tigelas, estão sendo empregadas por alguns terapeutas para fins de harmonização espiritual e por extensão a cura das emoções e do corpo. Os estudos e práticas relacionados à Teoria Vibracional com Taças Tibetanas encontra fundamento no sistema de Peter Hess e Suren Shrestha, assim como nos estudos do Dr. M. Gaynor. 

Essas taças, são instrumentos ancestrais que estão sendo resgatados na atualidade. Estudiosos europeus e americanos descobriram, que essas taças em contato com o corpo, revelam suas potentes harmonias de cura. As vibrações sonoras desses instrumentos atuam de forma direta e indireta no corpo humano provocando uma forte sensação de relaxamento que harmoniza o espírito e o corpo, contribuindo dessa forma para a cura física e emocional.

A sonoridade das taças age na estrutura celular e nos fluidos orgânicos harmonizando o indivíduo interna e externamente. Assim reitera a proposta holística mente-corpo-espírito. 

O tratamento com as taças tibetanas pode ajuda no desbloqueio energético e por este motivo contribui para casos de ansiedade, insônia e hiperatividade. Aumenta a criatividade, a sensibilidade, a concentração e capacidade de ação. Ajuda a reduzir a agressividade, reforça o sistema imunológico e resgata a auto-confiança. Remove os fluxos de energia negativa e protege o campo energético.



As taças tibetanas, ou tigelas, tem origem na Ásia, em especial no Japão, China, Tailândia e região dos Himalaias. Supõem-se que essas taças existem desde o momento em que o homem começou a trabalhar com os metais. 

Peter Hess, o responsável pelo sistema de Terapias Vibracionais com as Taças Tibetanas, fabrica esses instrumentos em bronze de alta qualidade e 12 metais, o que contribui para a sua qualidade sonora. Seu método terapêutico foi desenvolvido em 1984 na Alemanha com base nas suas experiências no Nepal, Índia e Tibete, além dos conhecimentos com o som do Ayuverda. 

As taças originalmente tibetanas não são utilizadas para a prática da terapia do sonora. Por este motivo Peter Hess passou a produzir, na Europa,  esses instrumentos para tratamento. A partir de 2004, esses instrumentos de cura foram divulgados pela Academia Peter Hess em Portugal.

Para saber mais sobre a Academia Peter Hess clique no link: http://www.peter-hess-academy.com.pt/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores